25 de abril de 2010

DJ usa Ipad para discotecar

A DJ Rana Sobhany se tornou recentemente a primeira DJ a tocar em uma festa usando um Ipad como base para criação do seu setlist. 

A primeira "Ipad DJ" contou numa entrevista que "Eu era uma dessas pessoas loucas que estavam esperando ansiosamente para ter meu Ipad, então consegui uma reserva! A inspiração para 'Destroy The Silence' surgiu de um a pesquisa que fiz uma noite antes do lançamento do Ipad enquanto eu vasculhava a App Store em busca de ferramentas legais para ele em pré-lançamento. Eu achei algumas ferramentas legais e, por algum motivo , resolvi baixá-las, antes mesmo de ter meu Ipad! Eu achei que a app Store poderia fechar ou algo ridículo assim, me deinado 'na mão' com meu Ipad sem aplicativos".

No site da DJ é possível conferir a entrevista completa (em inglês) na qual ela mostra como montou seu setup baseado no Ipad, se tornando a primeira DJ de Ipad do mundo.

Confira um vídeo da DJ em ação com seu Iapd logo abaixo.




Festival Roça N Roll 2010

Maior festival de rock e metal de Minas Gerais define atrações da edição 2010. As bandas Almah, Bittencourt Project, Torture Squad, Tuatha De Danann, Salário Mínimo, Agouro, Agrotóxico, Corpse Grinder, Kamala, Hammurabi, Murder Ride, Alpha Scorpii, Lothloryen, Unliver, Mercuryio Projectile e Ravenland, tocam nos palcos do Roça ‘n’ Roll, no dia 12 de junho, na Fazenda Estrela, na Zona Rural de Varginha-MG. 

O cast é formado por grupos de rock e metal de vários estados brasileiros. “Essa reunião de bandas de diferentes estilos dentro da música pesada sempre foi a proposta do Roça ‘n’ Roll”, destaca Bruno Maia, da Cangaço Produções. 

Segundo os organizadores, essa diversidade de estilo permite aos grupos fora da cena comercial a oportunidade de tocar para um grande público. Todos os anos, o Roça ‘n’ Roll leva cerca de cinco mil pessoas ao Sul de Minas. 

Além das apresentações musicais, a programação do Roça ‘n’ Roll destaca o III Torneio de Truco do Roça, campeonato de Air Guitar e Guitar Hero, workshops, performances teatrais e exposição de arte. O objetivo é promover a cultura e a interação entre os fãs de Rock e Heavy Metal de várias regiões do Brasil. Até os meados de maio, a organização divulga as bandas da Tenda Aqui o Bixo Pega. 

O Roça ‘n’ Roll conta com o apoio das leis Estadual e Municipal de Incentivo à Cultura, da Prefeitura de Varginha, do Comic, da Fundação Cultural do município e das empresas Via Cabo, 99 FM, Autotrans, Roadie crew, Consulado do Rock, Frigorifico São Francisco, Lady Snake, Wranger, Microlins, Tendas On Line, Cerveja Itaipava, Calçados Bonfim, Meteoro, Rock in Road e Programa Combate (Rádio Melodia FM). Outras informações no site www.rocainroll.com ou pelo email: info@rocainroll.com .


Fonte: roadiecrew.net

Soilwork revela capa de seu novo álbum

Os suecos do Soilwork divulgaram a capa do novo álbum de estúdio, The Panic Broadcast, que será lançado no dia 25 de junho pela Nuclear Blast Records. O material conta com o retorno do guitarrista Peter Wichers, que também assina a produção. 

As faixas são: 

01. 'Late For The Kill, Early For The Slaughter' 
02. '2 Lives Worth Of Reckoning' 
03. 'The Thrill' 
04. 'Deliverance Is Mine' 
05. 'Night Comes Clean' 
06. 'King Of The Threshold' 
07. 'Let This River Flow' 
08. 'Epitome' 
09. 'The Akuma Afterglow' 
10. 'Enter Dog Of Pavlov'


Fonte: roadiecrew.net

Megadeth toca Rust In Peace na íntegra no Brasil

Entrevista do Baixista do Megadeth, David Ellefson,  para o site UOL, falando sobre os vinte anos de lançamento do super álbum Rust In Peace e muito mais. Confira!

por Pedro Carvalho

Em sua sexta visita ao país, o Megadeth está longe de ser uma novidade para os fãs brasileiros do thrash metal. Desta vez, no entanto, a visita a São Paulo neste sábado (24), no Credicard Hall, é especial: como o baixista original Dave Ellefson de volta aos quadros, a banda está em turnê para comemorar as duas décadas do álbum "Rust In Peace".

Um dos grandes clássicos do gênero, o disco é marcado tanto pela sonoridade furiosa quanto pelas letras politizadas de Mustaine. "Nós nunca fizemos letras sobre sexo, drogas e rock and roll, e por este motivo temos em 2010 um álbum tão relevante como há 20 anos", diz Ellefson.

Formada em 1983 pelo polêmico vocalista e guitarrista Dave Mustaine, o Megadeth logo se tornou um dos quatro bastiões originais do thrash metal, junto com Anthrax, Slayer e Metallica, banda da qual Mustaine foi expulso. O intuito declarado de Mustaine era formar um grupo mais pesado e veloz do que o de James Hetfield e Lars Ulrich.

Em entrevista ao UOL Música, Ellefson falou sobre os 20 anos de "Rust In Peace", seu retorno à banda após oito anos e o relacionamento com Dave Mustaine, com quem brigou publicamente após sua saída. Segundo o baixista, "agora a amizade vem em primeiro lugar e por isso as músicas soam melhores".

UOL Música - Como tem sido a turnê até agora?
Dave Ellefson - Excelente, muito boa mesmo. Começamos na Cidade do México, um ótimo ponto de partida. Já começamos também pelo Brasil, em Recife, Brasília. Fazia tempo que eu não tocava no Brasil com o Megadeth, acho que desde 1998.

UOL Música - Vocês tocaram no Rock In Rio 2, em 1991, no Rio de Janeiro. O que você se lembra desse show?
Ellefson - Foi um evento muito legal. Era enorme, um acontecimento monumental. Foi o maior público para o qual eu já toquei na vida, 140 mil pessoas. Sempre me lembrarei do Brasil como um lugar especial. Além disso, foi o primeiro show do Megadeth na América do Sul, então o Brasil está sempre em primeiro lugar e foi uma honra termos sido convidados para um evento gigantesco e conhecido no mundo.

UOL Música - No Rock in Rio 2 vocês estavam fazendo a turnê do álbum "Rust In Peace" e agora estão fazendo isso novamente, em comemoração dos 20 anos do disco.
Ellefson - É verdade, que engraçado! É irônico como as coisas acontecem em ciclos de 20 anos. É interessante que 20 anos depois estejam rolando coisas comigo e com o Dave (Mustaine), aniversários de várias coisas nas nossas vidas, o aniversário do "Rust In Peace" e muitas coisas que vão além das coincidências.

UOL Música - Como o quê?
Ellefson - Parte da equipe que está conosco agora também estava naquela época, o roteiro da turnê é praticamente idêntico. Eu e o Dave estamos celebrando coisas importantes nos nossos casamentos e na nossa saúde. É bacana comemorar algo importante da nossa vida musical e profissional junto com tudo isso, dá uma idéia do quanto crescemos como pessoas.

UOL Música - Como você compara o "Rust In Peace" ao disco novo, "Endgame"?
Ellefson - O "Endgame" é bem diferente, acho que se parece mais com o "Countdown To Extinction". É muito pesado, tem riffs excelentes e é mais lento, dá um peso diferente. O "Rust In Peace" era muito nervoso e descontrolado, direto ao ponto, feroz e rápido. Isso representou bem a missão original do Dave, que era a de ser a banda mais veloz e furiosa de todos os tempos, e acho que nesse disco ele conseguiu isso.

UOL Música - Como está sendo ter os dois Daves juntos novamente na banda?
Ellefson - Muito legal! Dave e eu construimos uma amizade que não tínhamos antigamente porque a banda vinha em primeiro lugar. Agora a amizade vem primeiro a e as canções em segundo. E por causa disso elas soam muito melhor.

UOL Música - Como aconteceu a reunião?
Ellefson - Em janeiro eu estava falando com o (baterista) Shawn Drover numa convenção e o roadie do Dave me chamou para uma jam session com os dois ali mesmo, de improviso. Acabou não rolando, mas abriu as portas para começarmos a trabalhar juntos novamente. Então, em fevereiro eles me chamaram dizendo "você é o cara, nós vamos fazer a turnê do 'Rust In Peace' e é o momento perfeito para a banda se você quiser voltar". Falei com o Dave por telefone e em dois minutos o acordo estava fechado. Tocamos juntos no fim de semana seguinte e o som ficou fantástico. O legal é que não foi nada planejado e nem por motivos financeiros. Dave e eu podemos relaxar e nos divertir, diferente do que seria se nós dois estivéssemos desesperados.

UOL Música - Vocês tinham muitos problemas pessoais entre vocês que tiveram de ser resolvidos?
Ellefson - Não muitos. É muito legal como desenvolvemos esta amizade que não tínhamos antes. As pessoas pensam que caras de banda são sempre amigos, mas não é bem assim. Nos conhecemos muito jovens e, durante a carreira do Megadeth, houve mudanças de formação. Muita gente entrou na banda para substituir outros integrantes e eu diria que as melhores formações são a atual e a do "Rust in Peace", quando as coisas puderam ser feitas sem pressa e colocamos gente na banda com quem gostávamos de estar, com interesses semelhantes, que se pareciam com a gente no visual, na maneira de pensar e de tocar.

UOL Música - Vocês estão compondo juntos novamente?
Ellefson - Ainda não compusemos nada juntos. Temos uma música nova que será lançada em breve que já havia sido iniciada antes da minha volta. O Dave me pediu para fazer uma linha de baixo para ela para podermos tocá-la na turnê. Em Recife estávamos ouvindo umas faixas novas e vamos começar a mexer nelas em breve. Geralmente você entra numa banda, compõe, grava e só então sai em turnê. Fizemos o contrário desta vez, acertamos o relacionamento da banda na estrada e só depois vamos nos concentrar na parte criativa e fazer o próximo disco.

UOL Música - O "Rust In Peace" foi lançado há 20 anos e, além destas coincidências que você comentou, havia uma guerra no Iraque, assim como agora. Considerando que as letras do disco são muito politizadas, como você sente que elas se encaixam na situação atual?
Ellefson - Acho que essas letras são atemporais, porque tratam de questões recorrentes, que não acabam nunca. As letras do Megadeth nunca foram sobre sexo, drogas e rock and roll, e sim sobre coisas muito mais amplas do que as outras bandas estavam escrevendo na época. O legal disso é que nós temos um disco de 20 anos atrás cujas letras ainda são tão relevantes em 2010 quanto eram em 1990. As músicas do Megadeth são sobre as pessoas, e o ser humano não muda muito.

Clique aqui para conferir fotos do show do Megadeth em São Paulo!

22 de abril de 2010

Festival Bananada em Goiânia

O Festival Bananada, que tradicionalmente ocorre durante o período da festa agropecuária de Goiânia, já tem data para começar. Confira a programação completa do festival:

19 de maio - Bolshoi Pub
23h30 - Brown-Há (Brasília - DF)
00h15 - Mersaut e Máquinha de Escrever (Goiânia - GO)
01h - Rinoceronte (Santa Maria - RS)

20 de maio - Metrópolis
23h30 - Trivoltz (Goiânia - GO)
00h15 - Dawnfine (Goiânia - GO)
01h - Plastique Noir (Fortaleza - CE)

20 de maio - Capim Pub
19h15 - Chacina (Goiânia - GO)
20h - WxCxM (Goiânia - GO)
20h45 - Fígado Killer (Goiânia - GO)
21h30 - Desastre (Goiânia - GO)

21 de maio - Martim Cererê
18h20 - Coerência (Goiânia - GO)
18h40 - Ultra Vespa (Goiânia - GO)
19h - Demosonic (Goiânia - GO)
19h30 - Death From Above (Goiânia - GO)
20h - Comma (São Paulo - SP)
20h30 - Procura-se Quem Fez Isso? (Porto Alegre - RS)
21h - Nublado (João Pessoa - PB)
21h30 - Vida Seca (Goiânia - GO)
22h - Camarones Orquestra Guitarrística (Natal - RN)
22h30 - Nevilton (Umuarama - PR)
23h - Johnny Suxxx And The Fuckin' Boys (Goiânia - GO)
23h30 - Burro Morto (João Pessoa - PB)
00h Comunidade Ninjtsu (Porto Alegre - RS)
00h30 - Gloom (Goiânia - GO)
01h - Violins (Goiânia - GO)

22 de maio - Martim Cererê
18h20 - ¡Oye! (Goiânia - GO)
18h40 - Space Monkeys (Goiânia - GO)
19h00 - Moka (Goiânia - GO)
19h30 - Necropsy Room (Goiânia - GO)
20h - Bruto (Brasília - DF)
20h30 - Fadarobocoptubarão (Belo Horizonte - MG)
21h - Vendo 147 (Salvador - BA)
21h30 - Motherfish (Goiânia - GO)
22h - Some Community (São Paulo - SP)
22h30 - Vícios da Era (Goiânia - GO)
23h - Caldo de Piaba (Rio Branco - AC)
23h30 - Plástico Lunar (Aracaju - SE)
00h - Mechanics (Goiânia - GO)
00h30 - La Hell Gang (Santiago - Chile)
01h - Black Drawing Chalks (Goiânia - GO)

23 de maio - Ambiente Skate Shop
13h30 - Dedo Sem Osso (Goiânia - GO)
15h30 - Waldi e Redson (Goiânia - GO)
16h30 - Hellbenders (Goiânia - GO)
17h30 - Bang Bang Babies (Goiânia - GO)
18h30 - Twin Pines (São Paulo - SP)
* Acontece em paralelo ao Campeonato "Terror na Ambiente"

21 de abril de 2010

Hypnotica preparando novo álbum

A banda goiana Hypnotica está preparando um novo álbum de estúdio - o primeiro "full length" - sucessor do EP The Darkness Inside, lançado em 2008 via Myspace. O título do álbum ainda não foi revelado. 

A banda, formada por Gabriel Torelli (vocal), Bruno Momisso (guitar), Arnozan (guitar), Luiz Henrique (bateria) e Felipe Borges (baixo) criou um canal próprio da banda no Youtube, onde colocam vídeos com algumas das etapas da produção do álbum, vídeos que a banda chama de "hypsodes". Através deles é possível acompanhar o andamento do processo de produção e a performance da banda em estúdio. Mais detalhes sobre o álbum você poderá conferir aqui em breve.

Para saber mais sobre a Hypnotica basta clicar aqui. Abaixo, confira um dos "hypsodes".


Saiba Mais Sobre: conexão SPDIF

Se você é daquelas pessoas que se deparam recorrentemente com uma entrada SPDIF mas não sabe o que é nem pra que serve, aproveite este artigo para tirar suas dúvidas! Boa leitura.

 Conexão SPDIF
por  Miguel Ratton, Gabriel Torres e  Cássio Lima

O padrão S/PDIF (Sony/Philips Digital Interface Format) é um formato de interfaceamento de equipamentos de áudio digital, baseado no padrão profissional AES/EBU. O padrão S/PDIF é utilizado para se transferir informações (dados) de áudio digital de um equipamento para outro (ex: de um computador para um gravador DAT).

O formato S/PDIF suporta dois canais (stereo) e pode ser implementado por conexão elétrica ou óptica. Na conexão elétrica são usados plugs do tipo RCA, não-balanceados, e cabos de impedância de 75 ohms (ex: cabos de video de boa qualidade). Na conexão óptica são usados plugs do tipo TosLink (ou miniplug óptico) e cabos de fibra óptica. Em ambos os casos, um mesmo cabo transfere os dois canais do stereo.

SPDIF significa Sony/Phillips Digital Interface. É um padrão para a transferência digital de áudio. A transferência digital, ao contrário da transmissão analógica, é imune a ruídos e por isso é o tipo de transmissão de áudio preferida entre os audiófilos, músicos e profissionais da área de áudio que usam o micro como uma ferramenta. No entanto, em muitos casos, o micro tem a capacidade de conexão SPDIF e ela não é usada, por desconhecimento do usuário ou do técnico que montou o micro.

A história é a seguinte. Ao inserir um CD de áudio em uma unidade de CD-ROM, essa unidade tem de converter os dados, que são lidos de forma digital, em um sinal de áudio analógico, já que o áudio é um sinal analógico. Esse sinal analógico é então transmitido para a placa de som, através de um cabo apropriado. Para os que se importam com o nível de ruído do sinal, há dois pontos aqui que podem baixar a qualidade do áudio. Primeiro, a unidade de CD-ROM pode usar um conversor D/A (Digital/Analógico) de baixa qualidade e, com isso, gerar ruído. Segundo, como a transmissão entre a unidade de CD-ROM e a placa de som será feita de forma analógica, o cabo usado na conexão pode captar ruídos, através da interferência eletromagnética existente no interior do micro.

Assim, se a sua placa de som tiver entrada SPDIF e a sua unidade de CD-ROM tiver saída SPDIF, em vez de usar a conexão analógica, prefira usar a conexão SPDIF. Com essa conexão, a conversão digital/analógica será feita pela placa de som e não mais pela unidade de CD-ROM. Essa conexão é feita através de dois fios e um pequeno plugue de dois terminais. Esse cabo pode ser feito facilmente ou então pode-se comprar pronto em lojas especializadas.



Fonte: music-center.com.br
           clubedohardware.com.br  


17 de abril de 2010

Volupia di Baco preparando álbum de estréia

A banda goiana Volupia di Baco atualmente está preparando seu álbum de estréia, que deve ser lançado em Junho. O nome do álbum ainda não foi divulgado mas deve conter entre dez e doze faixas, a maioria inéditas.

Após a gravação do clipe da música "Nightmare or Dream", a banda passou por uma mudança em sua formação e está de volta à ativa para finalizar seu primeiro álbum e para retomar a sua agenda de shows, entre os quais, a abertura do show de uma das maiores lendas do Gothic/Doom Metal, a banda norueguesa Theatre of Tragedy. Sobre estes e outros assuntos o vocalista da banda, Marlon Baco, explica:

Novo vídeoclipe
"Nos próximos meses vamos liberar duas novas músicas via internet, e para uma delas, vamos fazer um novo videoclipe, que já está sendo preparado com o diretor do nosso primeiro vídeo, o Marco Antônio. Por enquanto temos apenas algumas idéias que deverão ser aproveitadas assim que definirmos qual das músicas será a escolhida para o vídeo."

O primeiro álbum da banda
"Este álbum está gerando uma grande expectativa, tanto para os fãs quanto para a própria banda! Acho difícil definir o seu estilo já que não defendemos nenhuma "bandeira" ou rótulo... mas como costumamos dizer, é um rock sombrio e sensual, e tenho certeza que irá agradar várias tribos, assim como acontece nos nossos shows. O processo de gravação está exigindo muito da gente, mas está sendo prazeroso; estamos satisfeitos com os resultados obtidos até agora e estou certo de que será um álbum marcante."

Abertura para o Theatre of Tragedy (TOT)
"É um sonho... um sonho realizado! Sempre desejei ver um show deles; dividir o mesmo palco com o TOT até agora parece ser algo surreal para nós! Os fãs do TOT, assim como nós, são bem exigentes, mas estou certo de que faremos uma grande apresentação."

Sobre a nova vocalista do Volupia di Baco
"Vocês vão se encantar com ela. Sua voz transmite muito sentimento; é algo que toca a sua alma... era exatamente o que faltava na banda; algo menos artificial, mais verdadeiro, com mais personalidade. Vocês saberão mais sobre ela depois do lançamento das novas músicas no nosso Myspace e depois do seu show de estréia em Brasília em breve."

Sobre a morte do vocalista do Type O Negative, Peter Steele
"(após longo silêncio) Sabe, estou muito mal. Não sei o que dizer. Nunca imaginei que iria sofrer tanto com a morte de um ídolo e que isso iria afetar o meu cotidiano, a minha vida... em 2005 eu fiquei pasmo com a suposta morte do Peter, mas desta vez eu não me contive e fiquei profundamente abalado com a notícia, assim como estou até agora. Foi como se alguém da minha família falecesse... Não o conheci pessoalmente, mas a música do Type o Negative se tornou algo muito íntimo em nossas vidas,e para os fãs da banda de modo geral, em nosso dia-a-dia. Só um verdadeiro fã de Type O Negative sabe o que estou falando... Peter Steele é uma grande influência para mim, um músico incomparável e insubstituível. Estou muito mal devido a sua morte, mas ele viverá eternamente através da sua arte, da sua música, e da influência que exerceu na minha banda. Obrigado por tudo, Peter. Volupia eterna."

Em breve você poderá conferir uma entrevista completa da banda aqui no Audio & Rock N Roll. Aguarde!

Deputado cobra agilidade na votação da PEC da Música

Em audiência pública realizada nesta quarta-feira, na Câmara dos Deputados, o deputado Otavio Leite cobrou do ministro da Fazenda, Guido Mantega, o parecer sobre a PEC da Música (proposta de sua autoria que concede isenção tributária à produção musical brasileira, em qualquer suporte). O pleito encontra-se parado naquele ministério há mais de 160 dias, desde novembro de 2009.

A PEC entrou na pauta de votação da Câmara por três vezes em outubro de 2009 e acabou não sendo apreciada por intervenção do governo.

Toontrack lança o EZMix

A Toontrack, fabricante do software EZDrummer, um dos mais populares do mundo em sua categoria, acaba de lançar mais um produto: o EZMix, programa de mixagem para instrumentos e voz que pode ser usado como plugin.

O EZMix custa 49 Euros, é compatível com Windows e MacOS e está disponível nos formatos AU, RTA e VST plugin.


Fonte: kvraudio.com

Celemony atualiza Melodyne Editor, Assistant e Essential para versão 1.1

A Celemony software atualiza o  Melodyne Editor para a versão v1.1, melhorando a qualidade sonora e a performance do software, conserta alguns "bugs" e optimiza várias de suas funções. Ao mesmo tempo a empresa apresenta a atualização dos softwares Melodyne Assistant e Melodyne Essential RTAS.

As atualizações estão disponíveis no site da Celemony. Usuários cadastrados no site poderão obtê-las gratuitamente.


Fonte: kvraudio.com

Yamaha Play Now! 2010

Volta Redonda, Salvador, Rio de Janeiro e Asa  Norte são algumas das cidades que fazem parte da mostra itinerante de instrumentos da Yamaha Play Now! em 2010. Confira no endereço abaixo a lista completa das cidades e datas do evento neste ano:




Fonte: yamahamusical.com.br

Encontro AES Brasil 2010

A seção brasileira da AES (Audio Engineering Society) confirmou a realização da 14ª edição da AES Brasil em 2010. O evento ocorrerá entre 4 e 6 de maio, no Palácio das Convenções do Anhembi, em São Paulo. No mesmo período também acontecerá o 8º Congresso de Engenharia de Áudio da AES Brasil.

A Roland Brasil, representada pelas marcas Cakewalk, Edirol e RSS, participará da feira, exibindo muitos produtos inovadores. Entre os destaques estão a console RSS M-380 V-Mixer Digital Mixing Console e os sistemas RSS S-0808 Digital Snake e RSS S-4000M REAC.

Serviço:
AES Brasil 2010
Dias: 4 a 6 de maio
Horário: 13 às 20 horas
Local: Palácio das Convenções do Anhembi
Endereço: Av. Olavo Fontoura, 1.209


Boss oferece timbres extras para ME-25

A BOSS está ampliando as possibilidades da mais nova pedaleira da marca: a ME-25. Acessando o endereço: rolandbrasil.com.br/me-25, os interessados podem baixar timbres extras para o equipamento, além de ter a oportunidade de escutar amostras de sons presentes no recurso Sound Library.

Essa biblioteca de sons existente na ME-25 oferece acesso instantâneo a uma variedade de timbres clássicos e modernos, sendo que o usuário pode editar os efeitos com a simples modificação dos knobs DRIVE, TONE e VOLUME.


Roland disponibiliza drivers para Windows 7

A Roland Brasil acaba de disponibilizar drivers para os teclados da empresa compatíveis com Windows 7. Basta que o usuário baixe o arquivo, instale no computador e conecte o instrumento. O reconhecimento será automático.

Até o momento, oito modelos contam com o driver específico. São eles: Juno-Stage, Juno-G, Juno-Di, RD-700GX, RD-700SX, GW-8, V-Synth GT e V-Synth XT. Para fazer o download do arquivo, basta clicar no nome do equipamento.


15 de abril de 2010

Richie Kotzen no Bolshoi Pub

A nova turnê brasileira do guitarrista e vocalista norte-americano Richie Kotzen, que promove o novo álbum, Peace Sign, também passará pela cidade de Goiânia. Além de uma sólida carreira solo, gravando álbuns mesclando estilos Hard Rock, Rock'n'Roll, Jazz, Fusion e Soul, Kotzen integrou as bandas Poison e Mr. Big. Uma das vindas do guitarrista do Brasil resultou no lançamento do CD Live in São Paulo (2008), gravado no Stones Bar (SP). A noite conta ainda com show de abertura do guitarrista Luís Maldonalle. Um dos maiores expoentes do instrumento em Goiânia, Maldonalle já tocou em bandas como Black Rain e Inbleeding e atualmente integra o Versus A.D., além de produzir ao lado de Gustavo Vasquez, no estúdio Rock Lab.

Para saber mais detalhes basta clicar aqui.


Fonte: bolshoipub.com.br

Novidades da Avid para este ano

De uma só vez, chegam duas notícias da Avid, corporação que engloba nomes como Pro Tools, M-Audio e a própria linha Avid de equipamento para edição de vídeo. 

A primeira bomba é o desaparecimento da marca Digidesign. Mas calma! A empresa que revolucionou a produção de áudio com a linha Pro Tools não deixará de existir - apenas muda de nome! A partir de agora, o nome Digidesign deixa oficialmente de existir, e a marca do Pro Tools passa a ser AVID mesmo.

A segunda grande novidade é a aquisição da Euphonix, uma das mais respeitadas fabricantes de consoles, superfícies de controle e periféricos.

Segundo nota divulgada no site da Avid, a empresa planeja desenvolver um protocolo aberto de interface, integrando as várias linhas Avid de áudio e vídeo, as superfícies de controle Euphonix, e softwares de terceiros.

Para usuários já existentes da linha Euphonix, a Avid continuará dando suporte ao EuCon, protocolo de alta velocidade que permite que as superfícies interfaceiem com equipamentos de outros fabricantes.
Os novos clientes terão a opção de escolher, para integrar sistemas baseados em equipamento Avid, entre as linhas Avid (ex-Digidesign) e Euphonix de controladores.

Nas linhas de produtos mais acessíveis, continua a opção entre os produtos M-Audio e as linhas baseadas no Pro Tools LE.


Peter Steele morre aos 48 anos

Peter Steele, vocalista do Type O Negative, morreu nesta quarta-feira, 14, aos 48 anos. Segundo o siteBlabbermouth, ainda não se sabe a causa da morte, mas é possível que o cantor tenha sofrido um ataque cardíaco.

Mistress Juliya, apresentadora do canal norte-americanoFuse TV, havia divulgado a informação da morte em seuTwitter na noite de quarta: "Peter Steele faleceu hoje. Amava meu amigo, nosso ídolo. Meu coração está com a banda e a família". Mas, ainda assim, houve quem não acreditasse na notícia. Pudera: em 2005, a banda divulgou, em seu site oficial, a imagem de uma lápide com a inscrição: "Peter Steele - 1962 - 2005. Enfim, livre". Na época, acreditava-se que Steele estivesse doente - mas tudo não havia passado de uma brincadeira do Type O Negative.

Desta vez, a notícia da morte foi confirmada pelo tecladista da banda, Josh Silver, ao Blabbermouth, que também publicou um comunicado da gravadora alemã SPV/Steamhammer. Os representantes do selo afirmaram que "o mundo perdeu um carismático frontman e uma pessoa bastante talentosa".

Ainda não há nenhum pronunciamento detalhado no site oficial. Por enquanto, a página informa que detalhes serão divulgados na tarde desta quinta, 15: "Os fóruns foram reabertos. Por favor, aguardem as declarações da banda e da família até o final do dia. Agradecemos a compreensão e o apoio".

Steele, cujo nome real era Petrus T. Ratajczyk, nasceu no Brooklyn, em Nova York, e antes de integrar o Type O Negative, fez parte das bandas Fallout e Carnivore.


12 de abril de 2010

Vaticano perdoa os Beatles em nota oficial

O Vaticano elogiou os Beatles por ocasião dos 40 anos da dissolução da banda britânica, lembrados neste ano. Em um artigo intitulado "Sete Anos que Abalaram a Música", o jornal do Vaticano "L'Osservatore Romano" chamou o grupo de "joia preciosa".

O texto lembra que, segundo alguns comentaristas, os Beatles divulgavam mensagens misteriosas, tidas por alguns até como "satânicas". "É verdade que eles tomaram drogas, viveram uma vida de excessos por causa do seu sucesso, e até disseram que eram mais famosos do que Jesus"."No entanto, ao ouvir suas canções, tudo isso parece distante e insignificante." "Eles podem não ser o melhor exemplo da juventude da época, mas não eram, de maneira nenhuma, o pior. Suas belas melodias mudaram a música e continuam a dar prazer", diz o artigo.

Referindo-se à dissolução da banda em abril de 1970, o texto diz que "mais do que expressar tristeza pela separação deles, talvez a questão (a se refletir) deveria ser como a música pop teria sido sem os Beatles."

Os elogios ao grupo britânico podem surpreender muitos católicos, já que a banda chegou a criticar religiões organizadas.

John Lennon causou grande polêmica em 1966 quando disse em uma entrevista à imprensa britânica que os Beatles eram mais populares do que Jesus.

"O cristianismo vai acabar (...) Eu não preciso argumentar, eu estou certo e isso será comprovado. Nós somos mais populares do que Jesus hoje em dia. Eu não sei o que vai acabar primeiro --o rock n' roll ou o cristianismo."

Há dois anos a Igreja Católica perdoou Lennon por este comentário. "A declaração de John Lennon, que provocou tanta indignação nos Estados Unidos, depois de todos estes anos soa como uma bravata de um jovem proletário inglês às voltas com um sucesso inesperado", disse artigo publicado no "L'Osservatore Romano" em 2008.






11 de abril de 2010

Avid confirma a extinção da marca Digidesign

Através de comunicado oficial, a Avid confirmou a extinção da marca Digidesign.

Usuários de softwares e hardwares da Digidesign passarão a ver o logotipo da Avid no lugar da marca Digidesign em seus próximos lançamentos. A empresa afirmou que "no mundo atual, não faz sentido manter várias equipes trabalhando em diversos produtos que fazem parte da mesma companhia. Logo, nosso objetivo é combinar todas as nossas marcas numa só." O objetivo  dessa mudança é diminuir gastos operacionais e aumentar os investimentos na criação de novos produtos. No entanto, a equipe da Digidesign será mantida no grupo Avid.

Em relação à outra marca do grupo, a M-Audio, os produtos continuarão apresentando sua logomarca tradicional, porém, seus sites serão encaminhados ao site da Avid.

A Avid promete mais mudanças e lançamentos para este ano. Vamos aguardar as novidades...

Shure lança o PSM900

Trabalhando para diminuir a fiarada do mundo, a Shure apresenta seu novo sistema de monitor PSM 900, que de acordo com a marca proporciona uma inédita combinação entre qualidade de som e performance RF.

O coração do PSM 900 é seu receptor sem fio PR9, todo em metal e ultrafino; além do seu transmissor sem fio de meio rack P9T. O PSM 900 também está disponível com o recém-apresentado SE425, earphones, com isolamento do som e tecnologia de falante duplo no sua pequena e leve estrutura. Diferentemente dos modelos antecessores, o SE425 possui um único e destacável cabo e um formato que se encaixa bem no ouvido.

Na compressão do sinal para a transmissão, o PSM 900 utiliza o sistema patenteado da Shure, conhecido como Audio Reference Companding, gerando um som com baixo noise floor e pouca distorção, graves com resposta controlada e incomparável separação de estéreo, como afirma a fabricante.

Quanto à performance RF, o equipamento utiliza o mesmo filtro que o sistema UHF-R Wireless, da própria Shure, assim como um controle de ganho ativo RF, que automaticamente reduz a sensibilidade quando um overload de sinal RF é detectado.
Através do P9R, o mais fino bodypack disponível, pode-se ouvir até 20 mixagens de monitor diferentes a apenas um toque do botão.


Malcolm Mclaren morre aos 64 anos


Foi anunciada nesta quinta, 8, a morte de Malcolm McLaren, o "empresário do punk". McLaren, que tornou-se conhecido ao redor do globo por ter atuado como uma espécie de mentor dos Sex Pistols, faleceu aos 64 anos, vítima de câncer.

O artista britânico havia sido diagnosticado com um tipo de câncer raro há algum tempo, mas seu estado de saúde piorou nas últimas semanas, informou Les Molloy, porta-voz do artista, em entrevista ao jornal The Independent. Ele morreu em Nova York, mas seu corpo será levado a Londres, sua cidade natal. O enterro deve acontecer nesta sexta, 9, no cemitério Highgate.

Ligado à moda, McLaren foi casado com a estilista Vivienne Westwood na década de 70. Ao lado dela, abriu a loja Let It Rock, um reduto da moda punk (ela viria a se chamar, posteriormente, SEX; hoje, pertence a Vivienne - leia entrevista com ela aqui -, com o nome de World's End). Foi com as roupas criadas pela esposa que ele vestiu os Sex Pistols, sendo posteriormente criticado por ter "fabricado", ideológica e visualmente, a banda.

Antes de chocar a Inglaterra e os Estados Unidos com a aparência furiosa de Johnny Rotten, Sid Vicious e Cia., McLaren foi empresário do New York Dolls. Posteriormente, na década de 80, investiu na própria carreira como músico - mas como representante do hip hop. Seu disco de estreia, Duck Rock, teve como destaque a faixa "Buffalo Gals".

McLaren deixa o filho Joseph Corré, nascido em 1967, fruto de sua relação com Vivienne.




Fonte: rollingstone.com.br

Scorpions na Rockwalk de Hollywood

Rudolf Schenker, Klaus Meine, Matthias Jabs, James Kottak e Pawel Maciwoda do Scorpions foram empossados em RockWalk de Hollywood na terça-feira 6 de abril, 2010 com uma cerimônia especial na Guitar Center. 

Isto marcou uma ocasião muito especial para a banda: no dia 23 de março com o lançamento de seu novo álbum, "Sting na Tail" (via Universal Music Enterprises) e uma enorme turnê que passará por 5 continentes, uma das bandas mais bem sucedidas de todos os tempos estará terminando a sua carreira. 

RockWalk Hollywood é a calçada só dedicada a homenagear os artistas que fizeram um impacto significativo e duradouro para o crescimento e evolução do Rock and Roll, Blues e R&B. O Scorpions "irá residir ao lado de assinaturas e rostos de outros músicos igualmente realizados e inovadores, tais como Eric Clapton, Carlos Santana, Johnny Cash, Elvis Presley, Bonnie Raitt, Jerry Lee Lewis, Carl Perkins, Marvin Gaye, James Brown, Brian Wilson, Stevie Wonder, John Lee Hooker e Earth Wind&Fire, entre muitos outros.


Fonte: roadiecrew.net

Mais Notícias

Notícias - KVR Audio News

Notícias - Sound On Sound Audio News

Notícias - Gearjunkies Audio News

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...